zairyu card
Gaijin tooroku é substituído pelo zairyu card, e novas regras implantadas para o visto de reentrada além de outras mudanças

Está em vigor a partir de hoje (9) o novo sistema de controle de permanência dos estrangeiros no Japão. O gaijin tooroku vai ser substituído pelo zairyu card, e novas regras implantadas para o visto de reentrada.

Segundo o Ministério da Justiça, quanto mais tempo ficam no país, estrangeiros residentes no Japão têm trocado de emprego e endereço. Só que essas informações não chegavam até a imigração. O novo sistema deve resolver esse problema. A partir do dia 9 de julho, outras atualizações de dados, como nome e estado civil, deverão ser comunicadas à imigração. Outra novidade é a substituição do gaikokujin tooroku pelo zairyu card, e novas regras para o reentry. O estrangeiro residente que retornar ao Japão dentro do prazo de um ano, não vai mais precisar da permissão de reentrada.

Além dos vistos convencionais de um e três anos, o novo sistema adicionou o de seis meses e cinco anos. Para o advogado japonês Genichi Yamaguchi, o que parece um benefício, na verdade vai ser uma dor de cabeça para brasileiros e peruanos. ¨Com o novo sistema, tudo vai ficar mais rigoroso para os estrangeiros¨, diz. ¨Os estrangeiros poderão ficar no país desde que cumpram com todas as regras e leis. Essa é a mensagem que o governo quer passar aos estrangeiros”, completa.

Conhecido como defensor dos estrangeiros, ele critica os critérios ainda em discussão para o novo visto de cinco anos. O ministério fez uma consulta relâmpago em junho, mas até a véspera da estreia do novo sistema, o documento definitivo não foi divulgado. "Creio que a pressão sobre os nikkeis e seus familiares será maior. Renda mínima que garanta a manutenção familiar, filhos em escolas japonesas, pagamento dos impostos, e também nível 2 do idioma japonês: não é fazendo essas exigências agora que os problemas serão resolvidos. Para tirar o visto permanente, o estrangeiro vai precisar ter o visto de 5 anos¨, explica.

Segundo o advogado, a proposta para o visto de 5 anos é mais rigorosa que o requisito para obter a cidadania japonesa. Atualmente 113 mil brasileiros e 22 mil peruanos vivem no Japão com vistos de 1 e 3 anos. Com visto permanente, são 107 mil brasileiros e 32 mil peruanos. Os benefícios do visto permanente estão relacionados com a estabilidade familiar e acesso ao crédito bancário para adquirir bens como a casa própria.

Confira informações detalhadas no site do Ministério da Justiça  Departamento de Controle de Imigração
http://www.immi-moj.go.jp/newimmiact_1/pt/
Mais informações, clique aqui
Fonte: IPC Digital