You are currently browsing the monthly archive for outubro 2017.

Condições como limite de idade e exigência do idioma japonês básico devem ser mantidas
visto yonsei7
O projeto de liberar visto para a 4ª geração de descendentes de japoneses está ganhando corpo no Ministério da Justiça do Japão. Nesta quinta-feira (19), uma reportagem do jornal Asahi confirmou que o sistema será criado ainda neste ano fiscal, que termina em março de 2018.

No entanto, as condições que já haviam sido anunciadas anteriormente serão mantidas. Os chamados “yonsei” ganharão a oportunidade de viver por até três anos no Japão e devem ter um conhecimento básico de japonês, suficiente para conversações diárias, leitura e escrita.

O novo sistema concederá autorização de permanência com possibilidade de trabalhar livremente e aceitará somente pessoas entre 18 e 30 anos. O visto deverá ser renovado uma vez ao ano, segunbdo o jornal.

O Ministério anunciou ainda que, antes de efetivar o sistema, irá iniciar uma pesquisa com a população sobre o assunto, para verificar o que a opinião pública tem a dizer sobre a liberação de vistos.

A proposta de ampliar o sistema de concessão de vistos para estrangeiros trabalhadores foi de iniciativa do Partido Liberal Democrata. O principal foco do governo é suprir a escassez de mão de obra no país, que está cada vez mais forte com o envelhecimento populacional.

Para o Ministério, a entrada de yonseis pode significar a construção de uma “ponte” de força humana, que irá ligar a comunidade de descendentes ao Japão.

No entanto, há preocupações quanto à possibilidade dos descendentes de 4ª geração se tornarem opções de mão de obra barata, parecido com o sistema de estágios do governo (Ginou Jisshu Seido/技能実習制度).

Em 2007, antes da crise provocada pela falência do banco americano Lehman Brothers, a comunidade de brasileiros e peruanos no Japão era de 364 mil pessoas e, hoje, este número está em 222 mil pessoas.

De acordo com a reportagem, o efeito da crise na comunidade reforça opiniões de que os descendentes podem ser contratados como mão de obra barata em tempos de prosperidade e se tornarem focos de demissão em períodos de crise.

A liberação de vistos para yonseis pode ser a realização de um sonho para muitos jovens que estão esperando uma oportunidade no Brasil. No entanto, a forma como está sendo conduzida pelo governo é motivo de críticas dentro da comunidade e também por especialistas.

A professora da universidade Kokushikan de Tóquio, Eriko Suzuki, que conduz pesquisas relacionadas a problemática da contratação de estrangeiros, considerou como “estranho” as condições propostas pelo governo.

“Se for para aceitar a quarta geração com base na ideia de que são pessoas conectadas aos japoneses, é muito estranho que haja condições como saber japonês. Eles deveriam receber o mesmo tratamento da 2ª e 3ª gerações”, comentou.

O governo espera que, após a liberação dos vistos com as atuais condições propostas, o país receba mais de mil descendentes de 4ª geração por ano.

No entanto, segundo uma pesquisa do Centro de Estudos Nipo-Brasileiros, apenas no Brasil há pelo menos 159 mil yonseis e muitas pessoas com interesse em vir ao Japão poderão não se encaixar nas condições.
Fonte: Alternativa

Anúncios

Categorias

twitter.com/vistojapones

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031