You are currently browsing the category archive for the ‘Visto turismo’ category.

Que bom, temos um visto liberado para quem é descendente de quarta geração de descendência japonesa, (yonsei).49509409_2168482950040894_362960101272715264_n

O governo japones implementou a partir de 01 de julho de 2018 um visto para quem é descendente de japoneses de quarta geração (yonsei) apesar das muitas restrições o visto realmente foi liberado e tem pessoas que já estão no Japão e foram beneficiadas com esta nova categoria de visto (TOKUTEI KATSUDO – ATIVIDADES ESPECÍFICAS), este visto foi liberado com o intuito de fazer a integração cultural do Japao com o Brasil e o mundo. Para o interessado poder sair do brasil um dos principais requisitos (e um dos mais criticados) é saber o idioma japones em um nível equivalente ao JLPT N4 *noryoku shiken*, para poder tirar o visto, este visto eh emitido através de um tutor e vários documentos enviados do Brasil, mas o que venho aqui mostrar é que o visto que tem como principal objetivo a integração cultural é justamente neste ponto que irei frisar.

O yonsei sai do Brasil e vai ao Japão com o intuito de aprender sobre a cultura japonesa e aprimorar o idioma, o visto será renovado a cada seis meses no Japão e o requerente do visto poderá inclusive trabalhar para poder se manter nessa jornada (que certamente não será fácil) minha critica é: O visto será renovado a cada seis meses (sim, no Brasil ele sairá apenas de seis meses) e a medida que for subindo o nível você pode ir renovando até o prazo total de cinco anos, mas, depois de estudar japones por durante cinco anos e aprender tudo sobre a cultura japonesa então este yonsei que saberá tanto sobre o desejado Japão terá que deixar o país e vir embora ao Brasil ou seja lá de onde ele se originou, mas qual a finalidade de aprender tanto então?

Não só isso, este cidadão que está no Japão a cinco anos e certamente perdeu completamente o contato com o Brasil ou seu país de origem e seu mercado de trabalho, voltara para cá sem nenhum apoio ou com algum aprendizado para poder continuar na sua nova jornada, é justo isso? Não seria melhor o governo rever estas regras e flexibilizar para que este visto não tenha um prazo de validade específico de 5 anos? E depois?

Será que não seria a hora do Consulado Geral do Japão de São Paulo (que é um dos mais influentes do mundo), fazer jus a sua função e passar ao Japão o verdadeiro perfil do Nikkey yonsei brasileiro para que este não viva em um mundo de ilusão nessa sua jornada de volta?

Cori Passos

CERTIDÃO DE UNIÃO ESTAVEL ou CERTIDÃO DE CASAMENTO? O QUE USAR PARA TIRAR O VISTO JAPONES?

certidao de casamentopara o blog

É muito comum no Brasil os casais fazerem a Certidão de União Estável ao invés de fazer a própria certidão de casamento, porque legalmente falando esta certidão garante os mesmos direitos  civis que a certidão de casamento, ambas são reconhecidas pelo governo como oficiais, e de fato são. Mas se são oficiais, por que o consualdo japones não aceita apenas a Declaração de União estável para solicitar o visto de casais que vão a trabalho no Japão?

Simples, o consulado não reconhece este documento como oficial, o único documento que eles aceitam é a certidão de casamento para mostrar/provar o tempo de vínculo do casal. Que erroneamente informam que é um ano o tempo médio que o casal deve estar junto para poder solicitar o visto.

No Brasil casar desta forma é muito comum porém é muito mais barato que a certidão de casamento convencional, mas isso não desfaz a força deste documento perante a legislação brasileira.

Os consulados do Japão, deveria rever estas condições eles devem realmente aceitar o que for oficial do governo brasileiro, mas isso dificilmente deve ser aceito enquanto o governo brasileiro não posicionar o consulado sobre isso *isso nem deveria ser necessário afinal essa informação é publica*. Afinal nesta Declaração de  União Estável esta escrito e reconhecido perante o cartorio a seguinte: “declaramos, sob as penas da Lei, que convivemos em união estável, de natureza familiar, pública e duradoura, nos termos dos artigos 1.723 e seguintes do Código Civil Brasileiro, Título III – “Da União Estável”. Declaramos, ainda, que estamos cientes das penas previstas no Art. 299 do Código Penal Brasileiro, caso seja comprovada a falsidade nesta declaração.”

Portanto, hora do consulado rever suas regras.

Cori Passos
cori@vistojapones.com
www.vistojapones.com.br

O governo também planeja adicionar outros tipos de visto à novidade

visto eletronico

O governo japonês vai introduzir um sistema eletrônico para pedidos de visto de turista a partir de abril de 2020, em um esforço para ajudar a atingir sua meta de 40 milhões de visitantes até aquele ano, informou a agência de notícias Kyodo neste domingo (14).

O sistema online estará disponível primeiramente para turistas chineses para pedidos de visto de entrada única e depois para viajantes de outros países, disse uma fonte do governo.

Vistos de turistas para visitantes chineses representaram quase 60% de todas as permissões emitidas em 2017, segundo o Ministério das Relações Exteriores.

O governo planeja adicionar outros tipos de visto ao novo sistema.

O visto eletrônico deve simplificar o processo de inscrição, reduzir a carga de trabalho nas missões diplomáticas e reforçar o controle de imigração, já que os dados sobre turistas serão compartilhados com as companhias aéreas antes dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio em 2020.

Os visitantes poderão solicitar vistos de turista online por meio de agências de viagens.

O Japão teve um recorde de 28,7 milhões de visitantes estrangeiros em 2017, um aumento de 19,3% em relação ao ano anterior, e os gastos com turismo no ano passado aumentaram 17,8%, para um recorde histórico de 4,42 trilhões de ienes.

O governo está buscando impulsionar o turismo como um pilar de sua estratégia de crescimento e o objetivo é aumentar o número de visitantes para 40 milhões até 2020 e 60 milhões até 2030.

Os visitantes chineses têm sido a maior fatia de turistas estrangeiros no Japão. Uma pesquisa recente mostrou que a visão do povo chinês sobre o Japão melhorou depois de anos de deterioração das relações por causa de uma disputa territorial e do histórico de guerra.
Fonte: Alternativa

DZt8rUlWsAAdyBV (1)

Ainda não se sabe ao certo, mas os documentos basicos para tirar o visto de yonsei segue abaixo. O visto tem algumas restriçõeS aqui segue apenas os documetnos basicos pra isso.

PRE REQUISITOS

  • Ser descendente de japones da quarta geração (yonsei)
  • Ter no minimo 18 e no máximo 30 anos de idade
  • Ter certificado em nivel de japones no mínimo do N4
  • Passaporte brasileiro original na validade, de no mínimo seis meses
  • Formulário de solicitação de visto japonês
  • Foto 3X4 com o fundo e branco recente
  • Certificado de elegibildiade emitido  no Japão + cópia
    Quem emite: empresa – parente – entidade filantrópica
  • Cópia autenticada da carteira de identidade
  • OUTROS DOCUMENTOS PODEM SER SOLICITADOS

Informaçoes
cori@vistojapones.com
Cori Passos

Sabia que em alguns os casos descendentes de japonês de quarta geração (yonsei) podem subir uma geração e se tornar terceira (sansei)?

SANSEI OU YONSEI

Existe muita especulação em cima da liberação do visto de longa permanencia para quem é descendente de japonês de quarta geração, porém existem casos em que este descendente mesmo sendo (yonsei)  se torna sansei, ou seja, elegível ao tão sonhado visto de trabalho no Japão, mas não existe quase nenhuma informação sobre isso.

  • A primeira possibilidade é para quem tem os avôs que nasceram no Brasil até novembro de 1924 sendo filho de japonês nato pode pedir ao consulado para “subir uma geração”. (explicarei detalhes em outro post)

  • A segunda posssibilidade é quem tem o avô ou avó que mesmo sendo nascido no Brasil depois da data acima, mas que tenha sido registrado no Consulado do Japão no Brasil até três meses após o nascimento, pode ser considerado sansei, por que? Porque todo filho de japonês nascido no brasil e registrado no consulado até três meses após o nascimento se torna dupla nacionallidade, fazendo com que o yonsei se torne, sansei.

Claro que para se conseguir transformar a sua geração em sansei tem que começar a mexer em documentos e isso gera custos, por isso, se informe primeiro antes de sair gastanto dinheiro sem garantias de resultado positivo.

Boa sorte

Cori Passos
cori@vistojapones.com.br

WP_20170401_09_25_49_Pro (2)

O partido liberal democratico através do Sr. Jiro Kawasaki ex-ministro do trabalho e saúde, que atualmente lida no setor de incentivo de mão de obra no Japão, entregou ao Sr. Kato Katsunobu, atual ministro do trabalho japonês, uma proposta para que o yonsei (descendentes de quarta geração) possa ter a oportunidade de trabalhar no Japão bem como a expansão das oportunidades de emprego para os idosos. O Japão esta aumentando constantemente  a quantidade de idosos e a taxa de natalidade vem diminuindo o que acaba envelhecendo a população.

Brasil, Peru e outros paises da américa, conseguem enviar os nisseis e sanseis para trabalhar, ter residência no Japão, mas para o yonsei tem sido dificil conseguir. Portanto estão querendo criar um sistema para que o yonsei possa ter o visto de trabalho e não apenas de estudo ou acompnhando os pais como é atualmente, e ainda discutir expansoes sobre isso.

Hoje o mercado de trabalho no Japão ainda consegue colocar pessoas de até 70 anos para trabalhar, e esta proposta solicita que as vagas disponiveis seja tambem para pessoas acima de 71 anos de idade e que tenha boa saúde, e ainda que o Certificado de Elegibilidade (zairyushikaku nintei shomeisho), seja expandido para mais setores tudo para que tenha mais pessoas produzindo no Japão.

by Daisuke Hirabayashi
Asahi Shimbun
Link original da matéria: http://www.asahi.com/articles/ASK5C5GVQK5CULFA01V.html

NISSEI – filho de japonês
SANSEI – neto de japonês
YONSEI – bisneto de japonês

A partir de 13 de outubro todas as pessoas que voltaram com a ajuda do governo japonês só poderão solicitar o visto com tradução, encarecendo assim a  solicitação de visto.

 

WP_20160317_15_50_55_Pro

A partir de meados de outubro de 2016  consulado japonês de São Paulo pede que as pessoas que pegaram ajuda do governo no período da crise financeira mundial, que pretendem solicitar o visto no Consulado Geral do Japão em São Paulo, solicite as traduções de suas certidões de nascimento, casamento, óbito etc. na hora de requerer o visto japonês.

Essa medida de solicitar tradução para os documentos abrange apenas as pessoas que pegou ajuda do governo japonês, não sei qual é a diferença para a pessoa que pegou ajuda da pessoa que não pegou ajuda do governo porque que para alguns precisa ter a tradução e para outros não precisa?

Uma injustiça é o consulado solicitar antecedentes criminais para quem pegou ajuda do governo, independente de ser nissei ou sansei e já para quem não pegou ajuda o consulado só solicita para quem é a terceira geração fica parecendo que quanto mais longe da descendência japonesa a probabilidade é maior da pessoa cometer algum crime.

Acredito que o consulado poderia entender que as pessoas que solicitam visto japonês estão indo para o Japão “na sua grande maioria” em busca de recursos financeiros melhores que o Brasil não consegue oferecer. Em busca de boas oportunidades de emprego. Isso faz com que o perfil de cada cidadão que solicitar o visto não seja de nenhum abastado a pessoa está indo para lá em busca de recursos então essa medida acaba fazendo o requerente de visto gastar dinheiro que eles não tem, encarecendo assim a sua viagem e quando cair na mão de algum intermediário (agenciadores/promotores) esse valor aumentará exponencialmente afinal de contas as traduções feitas por terceiros não saem baratas.

De qualquer forma será necessário fazer e todos terão que se adaptar.

CLIQUE AQUI PARA VER O COMUNICADO OFICIAL DO CONSULADO (JP)

Cori

Turistas brasileiros poderão visitar livremente o país durante três anos, com estadia máxima de 30 dias por vez

visto-japones-turismoO Ministério das Relações Exteriores do Japão anunciou a liberação do visto de turismo com múltiplas entradas para brasileiros a partir do próximo dia 15, informou o portal Get News nesta sexta-feira.

Através da nova autorização, os brasileiros interessados em visitar o país poderão emitir um visto com duração de três anos, que permite viajar ao Japão de forma ilimitada. No entanto, o turista poderá ficar no país pelo período máximo de 30 dias por vez.

De acordo com o Ministério, a medida foi adotada com o objetivo de aumentar o número de turistas brasileiros, facilitar as viagens de negócios e fortalecer a economia do país. 
Fonte: Alternativa
shigoto.com.br
visto japones, emprego no japao, turismo e passagem para o japao

visto para o Japão, quem pegou ajudaVejas as novas exigências que os consulados do Japão no Brasil e a embaixada japonesa em Brasília irão fazer para conceder visto para  as pessoas que pediram ajuda do governo na época da grande crise mundial. A liberação da entrada do visto é a partir de 15 de outubro de 2013.

Mais de 2 milhões de pessoas serão beneficiadas com a nova medida

juki netOs estrangeiros que se encontram no Japão por mais de três meses serão elegíveis a partir de segunda-feira e serão inscritos na rede de Registro de todo o país, o que o governo diz que simplifica os procedimentos administrativos, bem como candidatar-se a um cartão com foto e chip instalado, que serve como identificação oficial.

Cerca de 2 milhões de habitantes serão cobertos pelo Sistema de Registro de Residente Rede Básica, que atribui um código de registro residente de 11 dígitos para cada pessoa elegível. Os governos municipais fornecerá as notificações de códigos a partir segunda-feira.

O sistema amplamente referido como "juki net" em japonês, permite aos residentes para obter uma cópia do registro de residente fora do seu município de residência, para apresentar deve levar as notificações por e-mail ou Internet e beneficiar de outros documentos administrativos simplificados , de acordo com o governo.

Os candidatos devem apresentar um resumo para o escritório municipal de sua residência, a fim obter a emissão do Cartão de Registro Básico.
Fonte: IPC Digital

Categorias

twitter.com/vistojapones

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

dezembro 2019
S T Q Q S S D
« out    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
%d blogueiros gostam disto: