You are currently browsing the category archive for the ‘zairyu card’ category.

Zairyu CardEm 2012, com a adoção do novo sistema de controle de permanência dos residentes estrangeiros no Japão, foi introduzido o cartão Zairyu Card. As pessoas que entraram no país após 9 de julho de 2012, receberam o cartão no aeroporto, mas aos já residentes naquela data, portadores do Gaikokujin Torokusho, foi dado o prazo até 8 de julho de 2015 para efetuar a troca para o novo cartão.

Os estrangeiros que ainda não fizeram a mudança devem efetuá-la até a data definida pelo governo no departamento de imigração de sua jurisdição. Mais informações: 0570-01-3904 (Centro de Informações Gerais para Residentes Estrangeiros – segunda a sexta das 8h30 às 17h15).
Fonte: IPC Digital com Centro Internacional de Nagoya (NIC)

Anúncios

Polícia de Nagoya acredita que o acusado produziu pelo menos 200 documentos falsos desde dezembro de 2012

Zairyu CardUm chinês de 35 anos foi preso em Nagoya (Aichi) nesta segunda-feira sob acusação de falsificar e vender Zairyu Card, o cartão de identificação de estrangeiros residentes no Japão. Outros dois chineses, um homem e uma mulher, também foram presos por comprar esses documentos falsos, informou o jornal Chunichi.

A polícia acredita que o chinês vendeu pelo menos 200 documentos falsos desde dezembro de 2012. Na residência dele, foram apreendidos um computador e uma impressora, além de hologramas idênticos aos cartões verdadeiros.

Esta é a primeira vez no Japão que a polícia prende um falsificador de Zairyu Card. Até agora, os documentos eram feitos na China e vendidos no arquipélago através de intermediadores.

A venda era feita através da internet. O acusado recebia pedidos através de mensagens, geralmente de chineses ilegais ou que estão no Japão como estagiários, com visto de curta duração. Cada cartão custava de ¥20 mil a ¥30 mil.
Fonte: Alternativa

Mais de 2 milhões de pessoas serão beneficiadas com a nova medida

juki netOs estrangeiros que se encontram no Japão por mais de três meses serão elegíveis a partir de segunda-feira e serão inscritos na rede de Registro de todo o país, o que o governo diz que simplifica os procedimentos administrativos, bem como candidatar-se a um cartão com foto e chip instalado, que serve como identificação oficial.

Cerca de 2 milhões de habitantes serão cobertos pelo Sistema de Registro de Residente Rede Básica, que atribui um código de registro residente de 11 dígitos para cada pessoa elegível. Os governos municipais fornecerá as notificações de códigos a partir segunda-feira.

O sistema amplamente referido como "juki net" em japonês, permite aos residentes para obter uma cópia do registro de residente fora do seu município de residência, para apresentar deve levar as notificações por e-mail ou Internet e beneficiar de outros documentos administrativos simplificados , de acordo com o governo.

Os candidatos devem apresentar um resumo para o escritório municipal de sua residência, a fim obter a emissão do Cartão de Registro Básico.
Fonte: IPC Digital


Terá início, a aplicação da Juki Net também aos residentes estrangeiros

外国人住民も住基ネットの運用が開始されます

De acordo com a revisão da Lei do Registro Básico de Residente, a partir de 8 de julho de 2013, o residente estrangeiro também estará sujeito ao Sistema de Rede do Registro Básico de Residentes (Juki Net). Como resultado, o residente  estrangeiro também poderá ter a  menção do  novo código (juminhyo  code)   no  atestado  de  residência  (juminhyo)  e  poderá  receber  os  serviços administrativos que utilizam a Juki Net.

 Sistema de Rede do Registro Básico de Residentes (Juki Net)

● O que é Código do Atestado de Residência(Juminhyo Code)?:         

▪ É um número aleatório de 11 dígitos, essencial para a identificação pessoal e de utilizaçã comum em todo país pelo Sistema de Rede do Registro Básico de Residente.

▪ Pode  ser necessário no momento de requerimento ou notificação à Província, Governo, etc. (A utilização do Código do Atestado de Residência por órgãos não-governamentais como empresas privadas e outros está proibida)

▪ Às pessoas que se enquadram (residentes estrangeiros com registro de residente em Ogaki na data de 8 de julho de 2013), será notificado o Código do Atestado de Residência via correspondência registrada em meados de julho.

● Serviços administrativos que utilizam o sistema de Rede do Registro Básico de Residentes

(Juki Net)

▪ Emissão do Cartão do Registro Básico de Residente (Juki Card)
O  Cartão  do  Registro  Básico  de  Residente  com  foto,  pode  ser  utilizado  como  um documento de identidade público. Além disso, fazendo as configurações necessárias, é possível usufruir de serviços exclusivos oferecidos pelo município de Ogaki (é necessário fazer requerimento à parte para a configuração).

▪ Emissão do Atestado de Residência (juminhyo) em todos os municípios do Japão
É possível solicitar a cópia do Atestado de Residência da própria pessoa ou de outro membro  do   mesmo  núcleo  familiar  nos  municípios  em  todo  o  país  (É  necessário apresentar documento de identificação pessoal com foto tais como carteira de motorista, cartão de permanência (zairyu card), etc.)

▪ Exceção na Notificação de Entrada
Quando mudar para outro município, é possível fazer a Notificação de Entrada (Tennyu Todoke),  utilizando  o  Cartão  do  Registro  Básico  de  Residente  em  substituição  ao 「Comprovante de Saída (Tenshutsu Shoumeisho)」. (É necessário fazer a Notificação de Saída no município que residia antes da mudança).

▪ Requerimento eletrônico utilizando o serviço Koteki Kojin Ninsho
Para   efetuar   o   requerimento   de   procedimentos   administrativos   pela   internet   (ex. Declaração Eletrônica do Imposto Nacional), é necessário configurar o Certificado Digital (Denshi Shoumeisho) no Cartão do Registro Básico de Residente (Juki Card). (é necessário fazer requerimento à parte para a configuração).

INFORMAÇÕES
Prefeitura Municipal de Ogaki
Setor Madoguchi Service  Jumin Toroku Group
Telefone: 0584 (81) 4111 (Ramais 444 à 447)

I
nformativo em português
Edição/Prefeitura Municipal de Ogaki
Redação/Div. de Promoção de Melhorias da Vida da Comunidade
(Machi Zukuri Suishin-ka)
〒503-8601 Ogaki-shi Marunouchi 2-29

ポルトガル語による情報紙 発行/大垣市役所 編集/かがやきライフ推進部/まちづくり推進課
〒503-8601 岐阜県大垣市丸の内 2-29 – Tel (0584) 81-4111
http://www.city.ogaki.lg.jp/category/2-6-7-3-0.html

Edição: Junho de 2013
発行年月/2013.06

zairyu card
Gaijin tooroku é substituído pelo zairyu card, e novas regras implantadas para o visto de reentrada além de outras mudanças

Está em vigor a partir de hoje (9) o novo sistema de controle de permanência dos estrangeiros no Japão. O gaijin tooroku vai ser substituído pelo zairyu card, e novas regras implantadas para o visto de reentrada.

Segundo o Ministério da Justiça, quanto mais tempo ficam no país, estrangeiros residentes no Japão têm trocado de emprego e endereço. Só que essas informações não chegavam até a imigração. O novo sistema deve resolver esse problema. A partir do dia 9 de julho, outras atualizações de dados, como nome e estado civil, deverão ser comunicadas à imigração. Outra novidade é a substituição do gaikokujin tooroku pelo zairyu card, e novas regras para o reentry. O estrangeiro residente que retornar ao Japão dentro do prazo de um ano, não vai mais precisar da permissão de reentrada.

Além dos vistos convencionais de um e três anos, o novo sistema adicionou o de seis meses e cinco anos. Para o advogado japonês Genichi Yamaguchi, o que parece um benefício, na verdade vai ser uma dor de cabeça para brasileiros e peruanos. ¨Com o novo sistema, tudo vai ficar mais rigoroso para os estrangeiros¨, diz. ¨Os estrangeiros poderão ficar no país desde que cumpram com todas as regras e leis. Essa é a mensagem que o governo quer passar aos estrangeiros”, completa.

Conhecido como defensor dos estrangeiros, ele critica os critérios ainda em discussão para o novo visto de cinco anos. O ministério fez uma consulta relâmpago em junho, mas até a véspera da estreia do novo sistema, o documento definitivo não foi divulgado. "Creio que a pressão sobre os nikkeis e seus familiares será maior. Renda mínima que garanta a manutenção familiar, filhos em escolas japonesas, pagamento dos impostos, e também nível 2 do idioma japonês: não é fazendo essas exigências agora que os problemas serão resolvidos. Para tirar o visto permanente, o estrangeiro vai precisar ter o visto de 5 anos¨, explica.

Segundo o advogado, a proposta para o visto de 5 anos é mais rigorosa que o requisito para obter a cidadania japonesa. Atualmente 113 mil brasileiros e 22 mil peruanos vivem no Japão com vistos de 1 e 3 anos. Com visto permanente, são 107 mil brasileiros e 32 mil peruanos. Os benefícios do visto permanente estão relacionados com a estabilidade familiar e acesso ao crédito bancário para adquirir bens como a casa própria.

Confira informações detalhadas no site do Ministério da Justiça  Departamento de Controle de Imigração
http://www.immi-moj.go.jp/newimmiact_1/pt/
Mais informações, clique aqui
Fonte: IPC Digital

Categorias

twitter.com/vistojapones

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031