You are currently browsing the tag archive for the ‘províncias’ tag.

Na quarta Abe falou rapidamente sobre o assunto e na quinta-feira Suga explicou como o governo poderá fazer isso

Yoshihide Suga, o Secretário do Gabinete, informou na manhã de quinta-feira (7) sobre a possibilidade de cancelamento do estado de emergência antes do prazo.

A data da prorrogação está marcada para 31 deste mês, mas dependendo das análises do grupo de especialistas há possibilidade de ocorrer antes, no dia 14, até mesmo nas 13 províncias consideradas de vigilância especial como Tóquio, Osaka, Aichi e outras.

Segundo Suga os especialistas apresentarão os resultados do número total de pessoas infectadas em cada província, incluindo o comportamento dos novos casos. Além disso, um outro fator preocupante é o da situação do sistema hospitalar que cuida desses pacientes.

Essas análises serão discutidas no Comitê Consultivo e, se possível, o governo poderá cancelar a situação de emergência sem esperar pela expiração do período.

Em relação ao medicamento Remdesivir, da Gilead Sciences, Suga disse que o aprovaria prontamente após discussão no MHLW-Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar nesse dia. Esse já foi aprovado pelo FDA-Food and Drug Administration dos EUA e está sendo usado no tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus.
Fonte: Portal Mie com NHK

Primeiro-ministro Shinzo Abe confirmou decisão após reunião com especialistas

Por causa do aumento de casos de contaminação pelo novo coronavírus em todo o país, o primeiro-ministro Shinzo Abe decidiu ampliar o estado de emergência para todas as províncias.

O anúncio foi dado em coletiva de imprensa realizada na noite desta quinta-feira (16), após uma reunião com o Comitê de Consultas, para saber a opinião dos especialistas sobre essa nova medida.

O estado de emergência foi declarado no último dia 7 para as províncias de Tóquio, Kanagawa, Saitama, Chiba, Hyogo, Osaka e Fukuoka. Dias depois, outras províncias como Aichi, Gifu e Ishikawa entraram em emergência por conta própria.

Segundo reportagem da emissora NHK, a reunião do Comitê de Consultas contou com a participação do ministro da Economia, Yasutoshi Nishimura e do ministro da Saúde, Katsunobu Kato. Os ministros e os especialistas em doenças infecciosas concordaram com a ampliação do estado de emergência.

A partir de agora, as medidas adotadas pelas sete províncias também podem ser aplicadas nas outras regiões do país. As orientações das autoridades é de evitar saídas não essenciais, manter escolas e locais de lazer suspensos.

Outras medidas, como o uso de terrenos privados para a instalação de hospitais de campanha sem a permissão do proprietário, podem ser tomadas se houver piora da situação dos doentes e lotação dos leitos hospitalares.

Na quarta-feira (15), o Japão registrou mais de 500 novos casos de Covid-19 em um dia. Já são mais de 9 mil infectados em todo o país e quase 200 mortos. Nesta quinta-feira, Tóquio confirmou mais 149 casos da doença e o total de infectados na província subiu para 2.595.
Fonte: Alternativa

Tóquio, Kanagawa, Chiba, Saitama, Osaka, Hyogo e Fukuoka tomarão medidas restritivas

Nesta terça-feira (7), o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, declarou estado de emergência para sete províncias por um mês, em decorrência do avanço dos casos do novo coronavírus no país.

Tóquio, Kanagawa, Chiba, Saitama, Osaka, Hyogo e Fukuoka passarão a tomar medidas restritivas para conter a disseminação do covid-19. As medidas devem operar com base na colaboração das populações locais, sem punição por descumprimento e podem acarretar na suspensão temporária de escolas, eventos e locais de lazer.

Abe passou esta terça-feira em reunião com o Comitê de Consultas, formado por especialistas em doenças infecciosas, para os ajustes finais e obtenção de opiniões sobre as medidas anunciadas ontem (6).

Os especialistas concordaram que a emergência para as províncias citadas é adequada e necessária para combater a expansão do vírus. Algumas províncias que também registraram muitos casos, como Aichi e Hokkaido, não entraram na lista, pois o número de novos casos não está tão elevado.

Durante a declaração de emergência, Abe pediu a colaboração de todos nas províncias envolvidas. “Contamos com a colaboração de todos para seguir as orientações e unir esforços para evitar uma contaminação explosiva“, pediu.

Os detalhes do estado de emergência serão explicados em uma coletiva de imprensa, marcada para as 19h. O estado de emergência estará valendo até o dia 6 de maio, quando o se encerra o feriado prolongado de Golden Week.
Fonte: Alternativa

Categorias

twitter.com/vistojapones

julho 2020
S T Q Q S S D
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
%d blogueiros gostam disto: