You are currently browsing the tag archive for the ‘visto japonês’ tag.

Sabia que em alguns os casos descendentes de japonês de quarta geração (yonsei) podem subir uma geração e se tornar terceira (sansei)?

SANSEI OU YONSEI

Existe muita especulação em cima da liberação do visto de longa permanencia para quem é descendente de japonês de quarta geração, porém existem casos em que este descendente mesmo sendo (yonsei)  se torna sansei, ou seja, elegível ao tão sonhado visto de trabalho no Japão, mas não existe quase nenhuma informação sobre isso.

  • A primeira possibilidade é para quem tem os avôs que nasceram no Brasil até novembro de 1925 sendo filho de japonês nato pode pedir ao consulado para “subir uma geração”. (explicarei detalhes em outro post)

  • A segunda posssibilidade é quem tem o avô ou avó que mesmo sendo nascido no Brasil depois da data acima, mas que tenha sido registrado no Consulado do Japão no Brasil até três meses após o nascimento, pode ser considerado sansei, por que? Porque todo filho de japonês nascido no brasil e registrado no consulado até três meses após o nascimento se torna dupla nacionallidade, fazendo com que o yonsei se torne, sansei.

Claro que para se conseguir transformar a sua geração em sansei tem que começar a mexer em documentos e isso gera custos, por isso, se informe primeiro antes de sair gastanto dinheiro sem garantias de resultado positivo.

Boa sorte

Cori Passos
cori@vistojapones.com.br

reentry Quem sai do Japão para o Brasil não recebe mais o selo de re entry como antigamente, para retorno ao Japão.

Agora quem sai do Japão recebe apenas um carimbo no passaporte (no formulário de embarque ) com a data de saída e um prazo para retornar que é de um ano o que esta confundindo algumas pessoas porque parece que não tem a autorização para re entrada, inclusive algumas companhias aéreas do Brasil ainda não conseguem entender o novo sistema uma vez que não existe carimbo de visto e nem de re entry no passaporte do viajante. Muitas vezes o próprio viajante esclarece que o zairyu card e o carimbo com a data de saída dão direito ao retorno e o atendente acaba acatando a explicação. Digitalizado em 04-01-2013 19-57

Neste novo sistema de retorno muitas vezes é exigida pela imigração japonesa uma copia da certidão de nascimento com uma tradução simples para o japonês para ser apresentada.

Existe algumas diferenças para quem tem visto normal, teijyusha e para quem tem o visto permanente , eijyusha. Em breve explicarei aqui tambem.

Att: Cori Passos
cori@vistojapones.com.br

www.shigoto.com.brvisto
japones, emprego no japao, turismo e passagem para o Japão

 

IMG_20121223_202528

by Shigoto.com Agência de Turismo

CERTIFICADO DE ELEGIBILIDADE

ZAIRYU SHIKAKU NINTEI SHOMEISHO

Para obter o Certificado, é importante que o requerente tenha um parente no Japão, pois o certificado é liberado pela Imigração Japonesa somente através de algum parente que resida no país. O parente mais próximo servirá de fiador para aqueles que desejam obter o visto de permanência. Para a solicitação do Certificado, serão exigidos os seguintes documentos pessoais do requerente e do parente que reside no Japão:

DOCUMENTOS DO REQUERENTE:

1) Cópia autenticada do passaporte de cada solicitante das páginas 1, 2 e 3 mais páginas com carimbos de vistos anteriores (se houver).
2) Cópia autenticada da certidão de nascimento de cada solicitante – (com tradução em Japonês).
3) Cópia autenticada das certidões de nascimento do pai e da mãe e casamento dos pais da parte descendente – (com tradução em Japonês).
4) Se o requerente vai com esposo(a) e filhos, também é necessário a cópia autenticada do casamento e nascimento do esposo(a) e dos filhos todos com tradução em japonês.
5) Documentos que comprovem a descendência, no caso de sanseis, como Koseki-tohon, certidões de nascimento e casamento dos pais e/ou dos avós.

6) Duas fotos 3 x 4 cm recentes sem data.
7) Quando o casamento for recente ( menos de um ano), em alguns casos a Imigração do Japão pede fotos de namoro e casamento.( mandar poucas, pois as vezes não devolvem);
8) Solicitar negativa de antecedentes criminais na Polícia Civil e na Polícia Federal e tradução simples.
9) Se casamento recente mandar também uma declaração quanto tempo e como se conheceram, se precisar temos modelos.

DOCUMENTOS DO FIADOR (BÁSICO):

1. Formulário para requerimento do certificado – obtido na Imigração.
2. Justificativa para entrada no País – feito na Imigração pelo parente
3. Garantia de um Fiador parente:
a) Carta de Garantia ( Mimoto – Hoshosho);
b) Atestado de residência ( Gaikokujin-Toroku-Zumi-Shomeisho);
c) Certidão de trabalho (Zaishoku-Shomeisho);
d) Imposto de renda (Gensen-Choshu-hyo);
e) Três últimos holerites.
f) Cópias do PPT do fiador páginas 1,2,3,+vistos e carimbos

Shigoto.com Agência de Turismo
Largo Sete de Setembro, 52 sl 1102 e 1103
Liberdade – São Paulo SP CEP 01501-050
Tel 11 3101-8193
– Skype: shigoto.com
E-mail cori@shigoto.com.br / MSN
onihon@hotmail.com


by Shigoto.com Agência de Turismo

Neto de Japonês

Somente para brasileiros. Para outras nacionalidades, favor apresentar documentos da lista Neto de japonês (com Certificado de Elegibilidade).

1. Passaporte (original)

2. Formulário de Pedido de Visto (original)

• assinado conforme o passaporte

• menores de 18 anos, assinatura do responsável

• RG do responsável acima (cópia autenticada)

3. Uma foto 3X4cm nítida e recente

4. Documentos abaixo do solicitante, quando maior de 18 anos:

a) Certidão de Antecedentes Criminais emitido pela Polícia Federal (validade 90 dias) (original)

b) Atestado de Antecedentes Criminais emitido pelo órgão abaixo, do estado onde reside (validade 90 dias) (original)

• São Paulo: Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt, da Polícia Civil, da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo

• Mato Grosso: Coordenadoria Geral de Identificação, da Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Estado de Mato Grosso

• Mato Grosso do Sul: Instituto de Identificação Gonçalo Pereira, da Coordenadoria Geral de Perícias, da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública do Estado de Mato Grosso do Sul

• Minas Gerais: Instituto de Identificação, da Polícia Civil, da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais

5. Carteira de Identidade RG do solicitante (cópia autenticada)

6. Certidão de Nascimento do solicitante (cópia autenticada)

7. Carteira de Identidade RG do pai ou da mãe descendente de japonês (Caso seja(m) falecido(s), apresentar Certidão de Óbito (cópia autenticada)

8. Certidão de Nascimento do pai ou da mãe descendente (cópia autenticada)

9. Certidão de Casamento dos pais (cópia autenticada)

10. Carteira de Identidade RG ou RNE dos avós japoneses (cópia autenticada) (Caso seja(m) falecido(s), e não conste falecimento no Koseki Tohon, apresentar Certidão de Óbito (cópia autenticada)

11. Certidão de Casamento dos avós (cópia autenticada) (Não haverá necessidade deste documento, se o casamento constar no Koseki Tohon.)

12. Koseki Tohon ou Koseki no Zenbujikoshomeisho do avô ou da avó japonês(a) (validade 1 ano) (original e cópia simples)

13. Documento que comprove que o solicitante poderá se sustentar durante a estadia no Japão (Ex: Contrato Provisório de Trabalho (Koyonaiteisho) (original))

• Não haverá necessidade deste documento, se o garantidor for alguém da família (pai, irmão(ã), cônjuge ou filho(a)

• No caso acima, apresentar documento que comprove parentesco

14. Documentos abaixo do garantidor residente no Japão (validade 3 meses):

• Carta de Garantia (original)

• Atestado de Emprego (Zaishokushomeisho) (original)

• Atestado de Residência (Juminhyo), se japonês; Atestado de Registro de Estrangeiro emitido pela prefeitura (Gaikokujin Torokugenpyo Kisaijiko Shomeisho), se estrangeiro (original)

• Cópia simples do passaporte (páginas com dados pessoais, assinatura, vistos, selos de entrada e saída, etc), se estrangeiro

• Comprovante de renda, um dos documentos abaixo: (original e cópia simples)

• Gensentyoshuhyo

‘ Shotokushomeisho

• Kakuteishinkokusho

• Holerites (3 últimos meses)

OBS:

a) Se o garantidor for familiar residente no Japão que chama o solicitante, apresentar a documentação acima

b) Se o garantidor for familiar que entra no Japão junto com o solicitante utilizando a permissão de reentrada

• Carta de Garantia (original)

• Cópia simples do passaporte (páginas com dados pessoais, assinatura, vistos, permissão de reentrada, selos de entrada e saída, etc.)

• Um dos documentos abaixo do garantidor (original)

• Contrato Provisório de Trabalho (Koyonaiteisho)

• Atestado de Emprego (se o garantidor estiver de férias)

c) Se o garantidor for familiar que solicita visto junto com o solicitante e entra com ele no Japão

• Carta de Garantia (original)

Observações:

1. Validade do visto: a partir da emissão da de visto, o solicitante tem 3 meses para entrar no Japão.

2. Validade do passaporte: via de regra 6 meses.

3. Todos os documentos apresentados estão sujeitos à análise e se necessário, outros podem ser solicitados.

Maiores informações: vistojapones@hotmail.com

Shigoto.com Agência de Turismo
Largo Sete de Setembro, 52 sl 1102 e 1103
Liberdade – São Paulo – SP CEP – 01501-050
Tel 11 3101-8193 – site: www.shigoto.com.br
E-mail shigoto@shigoto.com.br / MSN onihon@hotmail.com

by Shigoto.com Agência de Turismo

Cônjuge de filho de japonês

Somente para brasileiros. Para outras nacionalidades, favor apresentar documentos da lista Cônjuge de filho de japonês (com Certificado de Elegibilidade).

1. Passaporte (original)

2. Formulário de Pedido de Visto (original)

• assinado conforme o passaporte

3. Uma foto 3X4cm nítida e recente

4. Carteira de Identidade RG do solicitante (cópia autenticada)

5. Carteira de Identidade RG do cônjuge (cópia autenticada)

6. Certidão de Casamento (2a via emitida há no máximo 2 meses) (cópia autenticada)

7. Documentos abaixo do cônjuge filho de japonês:

• Certidão de Nascimento (cópia autenticada)

• Koseki Tohon ou Koseki no Zenbujikoshomeisho do pai ou da mãe japonês(a) (validade 1 ano) (original e cópia simples)

8. Documentos abaixo do cônjuge filho de japonês (validade 3 meses):

a) Se o cônjuge residente no japão chama o solicitante

• Carta de Garantia (original)

• Atestado de Emprego (Zaishokushomeisho) (original)

• Atestado de Registro de Estrangeiro emitido pela prefeitura (Gaikokujin Torokugenpyo Kisaijiko Shomeisho) (original)

• Cópia simples do passaporte (páginas com dados pessoais, assinatura, vistos, selos de entrada e saída, etc.)

• Comprovante de renda, um dos documentos abaixo: (original e cópia simples)

• Gensentyoshuhyo

• Shotokushomeisho

• Kakuteishinkokusho

• Holerites (3 últimos meses)

b) Se o cônjuge entra Japão junto com o solicitante utilizando a permissão de reentrada

• Carta de Garantia (original)

• Cópia do passaporte (páginas com dados pessoais, assinatura, vistos, permissão de reentrada, selos de entrada e saída, etc.)

• Um dos documentos abaixo do cônjuge (original):

• Contrato Provisório de Trabalho (Koyonaiteisho)

• Atestado de Emprego, via recente (se o garantidor estiver de férias)

c) Se o cônjuge solicita visto junto com o solicitante e entra junto com ele no Japão

• Carta de Garantia (original) Observações:

1. Validade do visto: a partir da emissão de visto, o solicitante tem 3 meses para entrar no Japão.

2. Validade do passaporte: via de regra 6 meses.

3. Todos os documentos apresentados estão sujeitos à análise e se necessário, outros podem ser solicitados.

Maiores informações: vistojapones@hotmail.com

Shigoto.com Agência de Turismo
Largo Sete de Setembro, 52 sl 1102 e 1103
Liberdade – São Paulo – SP CEP – 01501-050
Tel 11 3101-8193 – site: www.shigoto.com.br
E-mail shigoto@shigoto.com.br / MSN onihon@hotmail.com

Categorias

twitter.com/vistojapones

agosto 2017
S T Q Q S S D
« jul    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031